quarta-feira, 27 de julho de 2011

O tarado do FMI, parte 3 - IMF's perv, chapter 3

Heidi Gutman/AFP/Getty Images

Já virou uma pequena saga. Agora, Nafissatou Diallo, resolveu dar as caras, dando entrevistas à imprensa escrita, televisada e internetada, com coletiva de imprensa marcada pra essa sexta e tudo. Há quem diga que se trata de uma tentativa de limpar o nome depois que a credibilidade dela foi posta em cheque. Outros duvidam da dúvida, alegam que a tradução da conversa dela com o tal presidiário foi mal-traduzida do fula para o inglês. O fato é que talve nunca saibamos o que realmente aconteceu do dia 14 de maio de 2011 no Sofitel New York.

O caso me lembra as acusações de Tawana Brawley. Brawley em 1987 também alegou ter sido estuprada por gente poderosa, também recebeu bastante apoio até que a credibilidade dela foi questionada. Na última aparição de família de Brawley na imprensa, em 2007, eles ainda alegam que a filha deles realmente foi estuprada por seis homens brancos. Como com Diallo, talvez nunca saibamos oque aconteceu com Tawana durante os quatro dias em que ficou sumida em novembro de 1987.

It's already a saga. Now, Nafissatou Diallo decided go to the public, giving interviews to TV, print and web newsmedia, and she even has a press conference scheduled for this Friday. Some say it's a last attempt to keep her reputation as a reliable witness. Others have doubts about the doubt, claiming that  her phone talk to a inmate was poorly translated from Fula to English. The only known fact about this case is that we may never know what really happened on May 14th 2011 inside Sofitel New York.

These allegations remind of Tawana Brawley. In 1987, Brawley also claimed to have been raped by powerful people and also received a lot of support until her reliability was questioned. In 2007, during the Brawleys' last interview to a newspaper, her parents kept saying that she really was raped. But, as with Diallo, we may never know what really happened to Tawana during the four days she was missing in November 1987.

Nenhum comentário:

Postar um comentário