segunda-feira, 4 de julho de 2011

Planeta Extremo - Fantástico

Fantástico! Quando eu achava que a TV Marinh... quer dizer, Globo, tinha chegado ao seu limite de Q de Qualidade baixa, surge no Fantástico um quadro, no mínimo, inútil: o Planeta Extremo. O mesmo programa que acertou em cheio com o Medida Certa (provavelmete uma das maiores inovações da TV brasileira esse ano) lançou agora uma cópia barata do Homem à Prova de Tudo (que por si só já não é lá essas coisas).
Resumo do primeiro episódio: Clayton Conservani vai à Antártida participar de uma maratona no gelo, junto com outros que decidiram correr os 42.195 metros pra provar sei lá o quê (um queria homenagear o filho morto, outra era sobrevivente do Katrina, outro quis arrecadar fundos (???) para combater doenças no Terceiro Mundo). O show de emotividade do repórter falando da filha foi de lascar, prefiro uma comédia mexicana.
Na boa, qual o propósito desse quadro? Tô até agora sem saber.

Fantastic! When I was believing Rede Globo had already reached the worst stantard ever, Fantástico premieres its new *pointless* show: Planeta Extremo. The same network that created Medida Certa (maybe the best TV show of the year) now releases a cheap copy of Man vs. Wild (which is not itself that exciting)
In a nutshell: Clayton Conservani goes to Antarctica to run an ice marathon together with other athletes who had the same idea for some unknown reason (they are there supposedly trying to achieve something noble: helping dying children in Africa, remembering Hurricane Katrina, paying a last tribute to a deceased son, etc). Conservani's emotionally driven part when he talks about his daughter sounded worse than a Mexican soap opera.
Sincerelly guys, what's the goal of Planeta Extremo? I am still trying to find out.

Nenhum comentário:

Postar um comentário