sábado, 6 de agosto de 2011

Correios


No meu perfil, lá embaixo, está escrito que eu estou "atualmente desempregado". Isso pode mudar em breve. Pra quem não sabe (acho meio difícil, já que minha orgulhosa mãe faz questão de contar pros sete ventos, e até os prisioneiros de Guantánamo já devem saber), fiz o último concurso para agente dos Correios (atendente comercial) e fui aprovado. Por isso, essa minha semana foi bem cheia: procurar e entregar documentos, fazer exame médico...

Na quarta-feira tive que ir ao prédio da Diretoria Regional do Correios no Riuo de Janeiro. Depois de buscar no Google Maps onde fica o local, fui pra lá fazer a inscrição e entregar os vários documentos necessários. Não achei o prédio muito bonito (interiores escuros demais, muito cinza, mal iluminado), mas os funcionários eram uma simpatia, foi muito bom ouvir "parabéns" e "seja bem vindo" a cada cinco minutos. Meu ego agradece.

No auditório, eu e os outros aprovados (umas 150 pessoas) fomos informados do tamanho da empresa (é o maior empregador do Brasil), da importância que ela tem para o país (cuida de 92% das exportações), da extensão do concurso (+ de 9000 vagas, o maior concurso da história do Brasil), como a empresa funciona, como seria o processo seletivo... Tivemos que escrever um currículo rápido, uma redação ("Quem sou eu" de tema), assistir a vídeos institucionais com cara de propaganda, e por fim entregar a montueira de documentos (RG, CPF, carteira de trabalho, título de eleitor, comprovante de quitação eleitoral, certificado de reservista, certidão de nascimento e comprovante de escolaridade, ufa!) e pegar as guias para o exame médico, a ser realizado no dia seguinte.

O exame foi na Pronto Clínica, no centro do Rio. Parece que eles são especializados em saúde do trabalho, fazendo os exames admissionais e ocupacionais de outras empresas grandes (uma delas sendo a Petrobrás). O lugar é meio pequno e confuso, mas bem organizado, e os profissionais me pareceram bem eficientes. Cheguei em jejum, fiz o exame de sangue e comi um lanchinho lá mesmo (eles tinham uma boa variedade -- sanduíches, café, chocolate, bombons, tudo de graça -- muitas clínicas particulares por aí não dão nem uma balinha pra quem acabou de fazer o exame de sangue). Depois, foram sinais vitais (pressão arterial normal, mas um pouco acima do peso), odontológico (sabe aquela história que quando você compra um cavalo você tem que olhar os dentes? Foi mais ou menos assim que eu me sentir), exame clínico (tive que falar todos os meus segredos mais ocultos pro médico), oftalmológico (visão 20/20, mas falhei no teste de Ishihara - daltônico!) e raio-x (ombrom, abdomên, tórax, etc...). Em outras palavras, me viraram do avesso!

O exame clínico é eliminatório, e ainda tenho uma avaliação de perfil profissional na próxima semana. Então, o "atualmente desempregado" continua lá por enquanto. Mas estou confiante!

Nenhum comentário:

Postar um comentário