quarta-feira, 20 de junho de 2012

Compramos Um Zoológico - We Bought a Zoo



Minha irmã fala que a girafa é um bicho que é a cara de um jardim zoológico. Concordo. É um dos animais mais "esperados" pelas crianças. Curiosamente, no zoológico do Rio de Janeiro, é um dos últimos animais a serem vistos se você seguir o caminho sugerido pela arquitetura do parque. Parece que a girafa é uma "sobremesa" da visitação ao zoológico.

Compramos Um Zoológico foi inspirado em fatos reais sobre a vida do inglês Benjamin Mee, que comprou o morimbundo zoológico de Dartmoor e o reabriu mesmo sem ter nenhuma experiência na área. Se o zoológico real com certeza fez a alegria de muitas crianças (mesmo sem girafas), o filme de Cameron Crowe (o mesmo diretor de Vanilla Sky, Quase Famosos e Jerry Maguire) não emociona os adultos.

Pra começar, a atuação é risível. Matt Damon parece tão perdido quanto o Jason Bourne desmemoriado, mas sem a cara amarrada do espião e com o cabelo do Justin Bieber o resultado é patético. Colin Ford no papel do filho adolescente nojentinho é de dar nos nervos. Elle Fanning, mesmo com toda sua fofurice, é terrivelmente mal-aproveitada, assim como Scarlett Johansson (uma das minhas atrizes favoritas), que sinceramente não sei como foi parar aí.

O grande trunfo que Crowe poderia usar para dar alegria, emoção e carisma ao filme mal aparece: os animais têm cenas curtas e sem empolgação, e o único drama "animal" do filme (a velhice do tigre) simplesmente não empolga. É como se os animais fossem escondidos de propósito. Ficam sempre à margem de tudo, quando deveriam ser o centro das atenções.

Tudo foi muito decepcionante. Diálogos pífios, sem emoção, e algumas vezes até sem nexo. Fotografia ruim... por aí vai. A proposta de ser uma história de superação e libertação emocional através de uma aventura simplesmente não se concretiza. Up da Pixar se propôs a falar do mesmo assunto e fez muito melhor

Foi como ir a um zoológico e no final do passeio não ver a girafa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário